quarta-feira, 25 de julho de 2012

Risco do Uso do Tiratricol para Emagrecimento




O Tiratricol é  droga semelhante ao hormônio da tireóide, proibida em outros países, é vendida sem nenhum controle no Brasil e pode causar hipertensão e infarto.

O principal uso do produto :


  • Redução de peso, devido a suas semelhanças com o hormônio tiroideano. A administração de tiratricol proporciona perda de peso rapidamente mesmo sem dieta alimentar. 
  • É usado para induzir o emagrecimento, sozinho ou associado a outros componentes nocivos à saúde como a adrenalina, efedrina, antidepressivos ou fitoterápicos.
O tiratricol é uma substância desnecessária para o organismo, pois imita a ação dos hormônios da tireóide que controlam a temperatura do corpo e aceleram o metabolismo, estimulando a queima de gordura.

Pessoas normais não precisam desses hormônios pois o tiratricol causa:


  • Hipertireoidismo
  • Problemas cardiovasculares 
  • Hipertensão e infarto. 
Os principais efeitos adversos do uso do tiratricol são:

  • Febre, 
  • Sintomas cardiovasculares (taquicardia, palpitações e hipertensão; 
  • Ataques cardíacos e infarto agudo do miocárdio; havendo relatos de morte súbita associada ao uso do medicamento), 
  • Neurológicos (insônia, nervosismo, depressão, psicose, derrame cerebral e coma),
  • Náuseas, vômitos e diarréia, 
  • Redução da massa óssea (osteopenia), 
  • Calores intensos (fogachos), 
  • Fraqueza, 
  • Reações alérgicas cutâneas.
O tiratricol também provoca a eliminação de nutrientes fundamentais para o organismo, como sódio, fósforo e cálcio. Além disso, tem efeito cumulativo, permanecendo no organismo do paciente por até 7 dias.

Principais marcas no mercado:

Liporex LP, 
Bieso, 
Redulip, 
Triac, 
Trimag

O Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) é contra o uso do tiratricol para fins de emagrecimento e sugere que o medicamento seja restrito ao ambiente hospitalar para tratamento de câncer da tireóide, já que não se tem um controle adequado sob a venda da maioria dos produtos que exigem prescrição médica. Para pacientes que sofrem de obesidade mórbida, o Idec recomenda outros remédios existentes no mercado, que agem para impedir a absorção de gordura pelo organismo e são menos nocivos para a saúde.

Recomendações aos consumidores

• Caso você esteja consumindo um medicamento que contenha tiratricol para emagrecer, pare de consumi-lo e entre em contato imediatamente com o seu médico. Caso o médico insista em prescrever tiratricol, procure uma segunda opinião médica;
• Caso você esteja tomando uma fórmula de emagrecimento fitoterápica entre em contato imediatamente com o seu médico e pergunte a ele se consta tiratricol na fórmula;
• Caso você seja atleta, fisiculturista ou praticante de atividade física e esteja tomando suplementos à base de tiratricol pare de consumi-los e entre em contato imediato com o seu médico;
• Não se iluda com as propagandas sobre emagrecimento e apelos de produtos vendidos pela Internet. Aliás, não compre medicamentos ou suplementos alimentares por nenhum meio sem orientação médica;
• Se você usou tiratricol e teve um dos sintomas adversos citados neste trabalho notifique à Vigilância Sanitária e ao Idec;
• Lembre-se que o tratamento para obesidade que costuma gerar melhores resultados consiste em uma reeducação alimentar associada à prática de exercícios físicos.


Fonte : Saudesaude

Um comentário:

  1. Poise ne bobo, em muito baum essas materias para nos advertir sobre algumas.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...