segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Cálcio Citrato Malato e Vitamina K2 - Forte aliada na Prevenção da Calcificação Vascular.

O carbonato de cálcio, geralmente extraído de ostras tem sido muito usado no combate a osteoporose, o que muitos não sabe que o excesso do mineral endurece as placas de gordura no sangue e contribui para um aumento do risco de doenças cardiovasculares. 

Depois de absorvido, o nutriente cai na corrente sanguínea e percorre o corpo para proteger a massa óssea, neste percurso as células musculares presentes nas artérias sequestram o excesso do mineral circulante e o direciona para a placa de gordura, localizada em um compartimento íntimo, abaixo do endotélio, em seguida a massa gordurosa cresce e endurece. As paredes arteriais se tornam instáveis e podem até se romper quando não suportam mais a pressão da gordura endurecida. O coração deixa de receber o fluxo sanguíneo necessário para funcionar podendo ocorrer ataque cardíaco.

Suplementação Ideal

Deste modo a melhor suplementação seria com o Cálcio Citrato Malato (CCM) juntamente com a vitamina K2, que é uma forte aliada na prevenção e tratamento da calcificação vascular.

O Cálcio Citrato Malato (CCM) é o resultado de uma reação entre o cálcio, ácido cítrico e ácido málico, fornecendo assim 20% de cálcio elementar, por ser um composto orgânico, o Cálcio Citrato Malato é reconhecido como uma fonte de cálcio altamente biodisponível, estudos realizados com suplementarão de CCM demonstraram uma melhor absorção desse quando comparado ao carbonato de cálcio.

A deficiência de vitamina K2, pode dar início ou contribuir para a calcificação vascular, daí a extrema importância dessa vitamina para a prevenção e tratamento da calcificação vascular.
Quantidades insuficientes da MGP - Matrix gla-protein - ativa podem iniciar ou aumentar o depósito de cálcio nas artérias e vasos.

A MGP é uma proteína dependente de vitamina K sintetizada pelas células do músculo liso dos vasos. Na presença de vitamina K, ela torna-se ativa e, portanto, um inibidor da precipitação de cálcio e fosfato e da formação de cristais na parede do vaso sanguíneo.

Isso acontece porque, quando está ativa, ela é atraída por cristais de hidroxiapatita nos vasos e forma um revestimento sobre a superfície desses cristais, inibindo a agregação do cálcio. 

Assim, há inibição do crescimento do cristal, ou seja, diminui os riscos para a calcificação vascular.

Benefícios do uso de Cálcio Citrato Malato:

-Minimiza os efeitos indesejados no trato gastrointestinal resultante da ingestão de cálcio inorgânico
-Não interage com outros nutrientes e medicamentos
-Não diminui a absorção de outros minerais, como zinco e magnésio.
-Diminuição da perda da massa óssea em mulheres com menopausa
-Redução do risco de ocorrência de fraturas em indivíduos suplementados por 36 meses.
-Não aumenta o risco de formação de calculo renal

Estudos realizados com suplementação de Cálcio Citrato Malato demonstraram uma melhor absorção desse quando comparado ao carbonato de cálcio.

2 comentários:

  1. O calde k2 tds eles tem que se mastigáveis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Caldê K2 não precisa ser mastigado pois o comprimido é revestido, o mastigável é o caldê 600/400. Já existe no mercado o Calmag DK2 que tem as capsulas gelatinosas.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...