domingo, 4 de dezembro de 2016

Dor no peito é grave? Principais causas de Dor no Peito


Quando sentimos dor no peito, na mesma hora pensamos em ataque cardíaco. Porém de acordo com grande parte dos atendimentos médicos a dor no peito não é causada por problemas cardíacos, mas por crise de ansiedade, dor muscular ou refluxo. Portanto quando sentir dor no peito a melhor coisa é procurar a emergência, pois pode ser grave.

Demorar procurar ajuda médica é perigoso, pois se a dor estiver sendo causada por ataque do coração, o atendimento será o diferencial para sobreviver a um infarto.

Estudo realizado nos EUA avaliou 400 pacientes que chegaram ao setor de urgências com queixas de dores no peito, após a avaliação diagnóstica, ficou comprovado que:

- 53% dos casos não tinham uma causa orgânica definida, ou seja, não eram causados por nenhuma doença nos órgãos internos do tórax, como coração, pulmão e esôfago, por exemplo;

- Mais da metade eram apenas casos de ansiedade;

- 36% eram causados por dores músculo-esqueléticas ou por doenças do esôfago;

- 11% eram devidos a causas mais graves, como doenças cardiovasculares.

Principais causas de Dor no Peito

Dor Anginosa


A dor no peito pode ser dor anginosa, ou seja, dor de isquemia cardíaca (infarto). A angina de peito apresenta algumas características típicas que podem ser usadas para afastar ou reforçar a suspeita de uma doença cardiovascular.

Sintomas:

- Sensação de forte aperto no peito;

- Dor forte após exercício físico;

- Dor forte no peito após estresse;

- Dor difusa no lado esquerdo e centro do tórax, freqüentemente com irradiação para braço esquerdo, costas e/ou pescoço;

- Dor vir acompanhada de suores, palpitações, falta de ar, palidez ou hipotensão;

- Dor que dura vários minutos;

- Dor que não cede aos analgésicos comuns;


- Um sinal de extrema gravidade, e que fala a favor de doença cardíaca, é a perda de consciência após o início da dor torácica.

Dor no Peito causada por outros fatores

A dor no peito como vimos no estudo realizado nos EUA, nem sempre é causada por problemas cardíacos, podendo esta ser causada por pneumonia, embolia pulmonar e aneurisma de aorta, por exemplo, doenças com sintomas distintos do infarto do miocárdio.

Veja alguns exemplos que mostra que a dor no peito não tem origem de um Infarto:

- Dor que dura poucos segundos, ou seja vai e volta;

- Dor onde o paciente conseguir localizar o lugar exato do local que sente a dor no peito;

- Dor que piora quando o paciente aperta ou movimenta o tórax;

- Dor em pontada que piora com respiração profunda;

- Dor que melhora com um simples analgésico;

- Dor que não irradia e não vem acompanhada de outros sintomas como falta de ar, suores, vômitos, hipotensão.

Fatores que influencia no diagnóstico de Infarto

A idade do paciente influencia muito no diagnóstico de um Infarto, sempre deve levar em consideração a idade, o peso, se é fumante, se o paciente é diabético, se está com o colesterol elevado. Quanto mais fatores de risco para doença cardiovascular um paciente tiver, maiores as chances de sua dor no peito indicar uma doença mais grave.

Principais fatores de risco que determina que a dor no peito possa ser causada por Infarto:

- Paciente com mais de 40 anos;

- Paciente com problemas cardíacos;

- Sedentário e com colesterol e triglicerídeos elevados;

- Fumante;

- Diabetes;

- Paciente com pressão arterial alta;

- Obesidade.

Dor no Peito causada por Ansiedade, Exercício físico e Gases

Quase 30% de pacientes que procura atendimento médico com dores no peito, a dor foi desencadeada por ansiedade, síndrome do pânico e depressão, ou seja, a dor era por causa de problemas psicológicos.

Já a dor no peito causada por gases geralmente fica localizada na porção inferior das costelas. Geralmente ocorre por dilatação do estômago e do esôfago. Pessoas com hérnia de hiato, uma condição onde o estômago acaba subindo em direção ao tórax, podem ter dor torácica com acumulo de gases no estômago.

Outra dor que pode ser confundida com a dor torácica é a dor na região das costelas, a dor ocorre após exercícios físicos e é causada por fadiga da musculatura torácica responsável pela respiração. A dor causada por exercício físico não irradia, é localizada, não é bem no peito e parece mais uma câimbra.

Dor no peito e atendimento médico

As dicas acima são somente orientações, sempre que sentir dores no peito, principalmente se você tiver fatores de risco para doença cardiovascular, procure atendimento médico, pois pode ser apenas uma dor simples, mas somente o médico tem capacidade para diagnosticar corretamente. O médico irá solicitar exames para tentar diagnosticar ou descartar a causa.

Leia aqui: Sintomas e tratamento da Estafa

Leia na íntegra em: Mdsaúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...