sexta-feira, 19 de maio de 2017

Tratando Bronquite com Remédios Naturais


Com a chegada do inverno, casos de bronquite aumentam expressivamente especialmente em crianças, surge aquela tosse com catarro, dificuldade de respirar, febre e chiado.

Para entender melhor, a bronquite é uma inflamação dos brônquios causada por vírus ou bactérias no caso de bronquite aguda e por fatores imunológico no caso de bronquite crônica.

Os principais sintomas desta doença são o aumento exagerado de muco (catarro) que reduz a passagem de ar causando fadiga, chiado e tosse. É notado muito catarro proveniente das inflamações dos brônquios e pulmões, este muco é expulso pela expectoração, mas obstrui a passagem de ar dificultando a respiração.

O tratamento da bronquite pode ser feito com expectorantes, broncodilatadores e em casos mais graves com antibióticos. Na medicina natural existe várias plantas que contém princípios ativos que tem efeito terapêutico para tratar este mal. Veja os principais a seguir.


Plantas e Frutas que tratam a Bronquite

Abóbora

A abóbora é uma planta rica em vitaminas A, C, B1, B2, fósforo, cálcio e ferro e tem propriedades expectorante e anti-inflamatória. Para tratar a bronquite é feito uma emulsão.

Modo de preparo:

- Descascar 50 g da semente.

- Moer as sementes com 20 g de mel.

- Após misturar com 80 mL de água.

- Depois de preparado a emulsão, tomar 1 colher de 4 em 4 horas.

Agrião

O agrião é uma planta rica em ferro, vitaminas A, B1, B2, B3, C. O agrião tem ação depurativa, aumenta a imunidade, tem ação anti-inflamatória e expectorante.

Como age expulsando os catarros dos pulmões e combate a tosse é muito usado para tratar a bronquite crônica, veja como preparar:

- Após lavar o agrião em água corrente é preciso triturar a planta, pode ser no socador de alho.

- Com a massa pronta, colocar em um pano e espremer bem.

- Para 100 g do suco do agrião será preciso 140 g de mel e 1/4 de clara de ovo batida. Pode fazer maior quantidade mas na mesma proporção.

- Após misturar levar ao fogo e mexer bem, quando começar a ferver retirar a espuma. Deixe ferver e ao subir, retire do fogo e deixe esfriar.

- Guarde em frascos tampados, tomar uma colher de 6 em 6 horas.

Alface

A alface é uma hortaliça que possuem vitaminas A, B1, B2, B3, C e minerais como o potássio. Esta planta tem propriedades depurativa e é usada para tratar a tosse causada pela bronquite.

Modo de fazer o chá:

- É preciso 40 g de talos dilacerados de alface para 1 litro de água.

- Cozinhar os talos na água.

- Tomar 30 ml em caso de tosse.

Alho

O alho é um agente medicinal muito conhecido, tem ação anti-inflatória, expectorante e é eficaz contra a tosse. Para tratar a bronquite é usado o suco de alho com limão e própolis.

Modo de fazer:

- Bater no liquidificador 3 dentes de alho em meia xícara de suco de limão e 20 gts de própolis.

- Dividir em 4 doses e tomar de 6 em 6 horas.

Cebola

A cebola é uma planta muito usado na medicina natural, com aroma forte é muito conhecida por fazer chorar. Mas na medicina natural tem ótimos efeitos terapêuticos como depurativo, anti-inflamatório, combate a tosse, e aumenta a imunidade.


Para tratar a bronquite é usado o suco. Veja como fazer:

- Misturar um pouco de cebola com alho e limão e bater em liquidificador.

- Coar o suco.

- Tomar 1 copo de 6 em 6 horas. Deve ser usado fresco.

Couve


A couve é uma planta muito conhecida por ser parte das receitas detox, mas esta hortaliça também pode ser usada para tratar bronquite. Por ser rica em vitamina c ajuda aumentar a imunidade, combater a tosse e tem ação anti-inflamatória.

Modo de fazer o xarope:

- Bater no liquidificador algumas folhas de couve-vermelha e coar o suco.

- Misturar com mel, 50 ml de mel para 100 ml do suco.

- Levar ao fogo e cozinhar durante 40 minutos em fogo brando.

- Após esfriar, tomar uma colher de sopa de hora em hora.

Nabo

O nabo é uma planta que possui propriedades anti-inflamatórias, combate a tosse e ótimo expectorante. No tratamento da bronquite é usado xarope.

Modo de fazer:

- Cortar o nabo em rodelas finas e misturar mel por cima, umidifique com um pouco de água.

- Deixe descansar por uma noite.

- No dia seguinte escorrer o xarope.

- Tomar durante o dia.

Rabanete

O rabanete é uma planta conhecida por seus valores nutricionais e medicinais. Na medicina natural é usada como fonte de vitamina c, fortificante e ajuda a regenerar e restaurar a membrana das mucosas. Além disso é expectorante e anti-inflamatório.

Para tratamento da bronquite pode ser usado o suco de rabanete misturado com cenoura e adoçado com mel. É ideal também incluir o rabanete na alimentação em forma de salada.

Salsa

A salsa é um vegetal rico em vitamina A e minerais como o cálcio, tem propriedades depurativas, expectorante e broncodilatador.

No tratamento é utilizado o suco feito com leite quente e mel, e tomado em jejum.

Modo de fazer:

- 100 ml de suco das folhas e talos da salsa, acrescentar mais 100 ml de leite quente.

- Adoçar com mel.

- Tomar em jejum.

Aipo


O aipo é uma planta com alto teor de vitamina A e do complexo B, tem ação fortificante, broncodilatador, expectorante e anti-inflamatória. Para combater a bronquite é usado o xarope.

Modo de fazer:

- Cozinhar 30 g de folhas frescas de aipo em 1 litro de água.

- Misturar com leite fresco.

- Adoçar com mel.

- Tomar em jejum.

Alcachofra

A alcachofra é uma planta com sabor agradável, mas também possui propriedades medicinais. Tem ação descongestionante, anti-inflamatória e broncodilatador. Para tratamento do bronquite é usado o chá.

Modo de fazer:

- Espremer o caldo da alcachofra.

- Ferver até que a água fique reduzida a 30%.

- Misturar com limão e um pouco de azeite.

- Tomar durante o dia.

Abacate

O Abacate é um alimento muito nutritivo para o organismo e ainda pode combater algumas enfermidades como o bronquite. Por ter ação expectorante e anti-inflamatória traz bons resultados tratando a bronquite e eliminando os catarros. É usado o chá das folhas do abacateiro para tratamento.


Modo de fazer:

- Lavar as folhas, cozinhar em banho maria.

- Adicionar algumas gotas de própolis e tintura de guaco.

- Pode ser adoçado com mel.

- Tomar 4 xícaras pequenas de 6 em 6 horas.

Abacaxi


O abacaxi é uma fruta muito saboreada no Brasil e possui bom efeito terapêutico na medicina natural. Por conter em sua composição a bromelina é um bom expectorante e antitussígeno para tratar a bronquite.

Xarope de abacaxi

- Cortar as fatias de abacaxi e colocar em uma panela.

- Adicionar mel.

- Tampar e cozinhar.

- Após esfriar, retirar o suco e colocar em uma vidro.

- Tomar uma colher de 6 em 6 horas.

Ameixa

A ameixa é uma fruta muito rica em valor nutricional e por isso é muito usada no tratamento de várias doenças. Por ser expectorante ajuda eliminar os catarros causado pela bronquite. Veja como fazer o chá.

Modo de fazer:

- Cozinhar a ameixa com água.

- Após o cozimento adicionar própolis.

- Adoçar com mel.

- Tomar 1 colher de hora em hora.

Amora

A amora é uma fruta que tem propriedades depurativa, antisséptica, anti-inflamatória e antitussígena. Para combater a bronquite é usado o chá feito da casca da raiz da planta.

Modo de fazer:

- Aquecer água até ferver.

- Com as cascas das raízes limpas e bem picadas, colocar em cima a água quente.

- Deixar esfriar, e colocar em um recipiente tampado.

- Tomar durante o dia.

Para combater o catarro pode ser feito o gargarejo com chá morno das folhas da amoreira.

Figo

O figo além de ser um fruto muito bom em doces também possui propriedades medicinais. Tem efeito depurativo, expectorante e anti-inflamatório.

Modo de fazer:

- Cozinhar o figo, descascado e picado em leite e um pouco de mel.

- Usar morno durante o dia.

Chá de figo

- Cozinhar 5 figos maduros em 1 litro de água.

- Após esfriar um pouco, tomar durante o dia.

Maça


Fruta muito apreciada por seu sabor suavemente ácido e doce ao mesmo tempo. A maçã possui várias propriedades medicinais, além de ser antioxidante, é depurativa do sangue, anti-inflamatório, expectorante e antitussígeno. Para tratar a bronquite é usado a maça cozida.

Modo de fazer:

- Picar a maça e cozinhar com água e mel.

- Após o cozimento, filtrar o caldo.

- Tomar o caldo várias vezes ao dia.

Mamão

O mamão é um fruto com alto poder nutricional e tem propriedades medicinais sendo rico em vitamina C ajuda aumentar a imunidade, combate a tosse e favorece a expectoração.

Modo de fazer o xarope:

- Picar o mamão, misturar com mel e levar ao forno.

- Com aquecimento irar formar um líquido, recolha em um recipiente.

- Tomar o xarope quanto a tosse se manifestar.

Chá com as flores de mamão.

- Aquecer a água e fazer infusão das flores do mamoeiro-macho.

- Adoce com mel.

- Tomar um xícara 3 vezes por dia.

Limão

O limão é um fruto rico em vitamina C, tem propriedades antioxidantes e anti-inflamatória. Para combater a tosse e o catarro é usado o chá de limão.

Modo de fazer:

- Tostar no forno 1 limão.

- Espremer o suco.

- Adicionar mel.

- Tomar 1 colher de hora em hora.


Com informações de: As plantas na medicina natural
.

terça-feira, 16 de maio de 2017

Alimentos que melhoram a Flora intestinal - Emagrece


Com o stress do dia a dia e uma alimentação pobre em fibras é comum encontrar pessoas que reclamam que o intestino está descontrolado. Intestino descontrolado pode ser causado por uma alimentação pobre em fibras e rica em alimentos industrializados.

Uma dieta equilibrada pode fazer a diferença pois existem comidas que melhoram a flora intestinal controlando o funcionamento do intestino.

No nosso intestino existe uma variada comunidade de bactérias que faz parte da nossa flora intestinal e pode influenciar nossa saúde podendo afetar nosso peso, humor ou capacidade de resistir a doenças.

Alimentos Probióticos


Existe no mercado uma variedade de produtos probióticos que contém bactérias vivas e leveduras que pode melhorar o microbioma intestinal. Estas bebidas geralmente têm uma ou duas espécies de bactérias que podem sobreviver à passagem pelos poderosos ácidos de nosso estômago e se instalar nos intestinos. 


Os mais utilizados são os Lactobacilos que são benéficas para a saúde geral do intestino e que podem ajudar em problemas como diarreia e intolerância à lactose. Com a flora intestinal normalizada e alimentação equilibrado você não engorda pois bactéria como a Lachnospiraceae é boa para manutenção do peso.

Fibras Prebióticas


Outra formar para melhor o funcionamento do intestino é consumir alimentos ricos em uma fibra prebiótica chamada inulina. 

Os prebióticos são substâncias que alimentam as boas bactérias que já moram em nossos intestinos e a inulina pode ser encontrada na alcachofra-de-jerusalém (raiz também conhecida como tupinambor), raíz de chicória, cebolas, alho e alho-poró.

De acordo com estudos, consumir alimentos ricos em fibra prebiótica aumenta tipo de bactéria boa para a saúde geral dos intestinos.

Kefir

Consumir a bebida fermentada (feita com leite) o kefir, aumenta as bactérias chamada Lactobacillales, estas bactérias são boas para a saúde geral do intestino e que podem ajudar em problemas como diarreia e intolerância à lactose.

Os alimentos fermentados, devido à sua natureza, são muito ácidos, eles sobrevivem naturalmente em ácido, isto os ajuda a passar pelo estômago para que elas possam ter uma influência mais abaixo, no intestino.

O Kefir pode ser feito em casa, veja a seguir:

Kefir pode ser feita com leite de vaca ou cabra, água ou leite de coco, é preciso conseguir os grãos de kefir que é vendido em lojas de produtos naturais, uma quantidade inicial pode durar muitos anos, o kefir simplesmente irá se reproduzir.

Modo de Fazer - Passo a Passo


Para uma quantidade média de kefir, use um pote de conservas de 1 litro. O kefir precisa de uma tampa que lhe permita respirar, a qual você pode criar usando filtro de café.

Não use recipientes de plástico, uma vez que suas moléculas podem passar para o kefir.
Se desejar, esterilize o pote antes de usá-lo, fervendo-o por 5 minutos. Em seguida, escorra a água e seque com um papel toalha limpo.

1 - Coloque duas colheres de sopa de grãos de kefir em um pote limpo de vidro.

2 - Coloque 2 ½ xícaras de leite no pote.

3 - Tampe o pote e armazene-o em temperatura ambiente.

4 - Deixe fermentar por 8 horas.

5 - Coe o kefir. (O kefir está pronto para ser bebido ou armazenado na geladeira.)

Com informaçoes de BBC e WikiHow

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Como age a Pílula do exercício que emagrece sem praticar atividade física


Emagrecer sem precisar de atividade física é o sonho de todos que estão acima do peso, e é isto que cientistas do Instituto Salk, nos EUA estão pesquisando.

Os pesquisadores descobriram um composto chamado GW501516 (ou só GW) que é capaz de replicar alguns dos efeitos na saúde da prática de exercícios regulares, como aumentar o gasto de energia e reduzir a obesidade e o desenvolvimento de resistência à insulina.

Para manter o gasto energético do nosso corpo nossas células preferem consumir glicose resultante da quebra de carboidratos, por isso engordamos pois não há consumo das gorduras armazenadas. 

Com exercício físico nossas células musculares aprendem a atacar as reservas de gordura, deixando a glicose, mais fácil de ser queimada, para o consumo do cérebro, a pílula pesquisada faz justamente isto, proporciona a quebra de gordura e não de carboidratos.

Ação da Pílula do Exercício

O composto GW muda a expressão de 975 genes deixando mais resistente o organismo e queimam gordura para fonte de energia, outros genes o composto GW suprime e é justamente estes genes que decompõem carboidratos em açúcar para obter energia. 

Deste modo os músculos usam a gordura como combustível, já o açúcar fica armazenado para manter a função cerebral, que é o que normalmente acontece durante um período de alto desgaste físico.

De acordo com a descoberta este composto pode melhorar a resistência de alguém ao nível equivalente de alguém em treinamento sem todo o esforço físico.

Se você ficou feliz com a ideia de emagrecer sem praticar exercício físico, não fique muito animado pois esse estudo ainda está em fase extremamente inicial (testado apenas em camundongos) e a melhor forma de emagrecer ainda é aquela velha dica dos nutricionistas, alimentação equilibrada e exercício físico constante.


Com informação de Oglobo

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Vitamina D protege contra Resfriados, Gripes e Infecções


A Vitamina D conhecida também como colecalciferol é um composto lipossolúvel essencial para manter o equilíbrio mineral no corpo, ajudar na produção hormonal e aumentar a imunidade.

As principais formas de obter a Vitamina D é através da alimentação ou pela síntese endógena a partir do colesterol que é sintetizado pela incidência de raios UVB do sol sobre a pele.

As fontes de vitamina D da dieta são os óleos de fígado de peixes e alimentos derivados do leite, como manteiga e queijos gordurosos.

Como uma das funções da Vitamina D é aumentar a imunidade, de acordo com estudos, tomar mais vitamina D pode proteger contra resfriados, gripes e outras infecções respiratórias.

Pesquisadores publicaram na revista British Medical Journal (BMJ), um estudo que demonstram relação entre a vitamina D e a prevenção da gripe.

Os efeitos são maiores nas pessoas que têm baixos níveis deste nutriente, que se encontra em alguns alimentos e é absorvido pelo corpo quando a pele se expõe à luz ultravioleta.

Pessoas com níveis baixos de vitamina D têm mais risco de sofrer fraturas ósseas, doenças cardíacas, câncer de cólon, diabetes, depressão ou Alzheimer.

Os efeitos protetores dos suplementos de vitamina D são mais fortes nas pessoas que têm níveis mais baixos de vitamina D, e também quando o suplemento é fornecido diariamente ou a cada semana, mais que em doses espaçadas.

A vitamina D protege contra infecções respiratórias, incluindo a bronquite e a pneumonia, ao aumentar os níveis de peptídeos antibióticos nos pulmões, segundo os cientistas.

Como age a vitamina D

Com a exposição ao sol, o nosso corpo produz a vitamina D, os raios UVB em contato com a pele, ativam uma forma de pré-vitamina D.

A pré-vitamina D cai na corrente sanguínea e alcança o fígado, onde é transformada, então, em calcifediol.

O calcifediol passa ainda pelos rins, e transforma na sua forma ativa, o colecalciferol, atuando como hormônio, a vitamina D participa da absorção de cálcio no intestino e auxilia a regular sua concentração, algo crucial para os ossos. 


O colecalciferol modula células imunológicas, caso dos linfócitos, ajudando a prevenir infecções e minimizar inflamações, como as das doenças autoimunes.

Sintomas de deficiência de vitamina D

A melhor forma de saber sobre a deficiência de vitamina D é fazer um teste de sangue que irá medir o nível da vitamina, mas alguns sintomas podem ser sentidos pela deficiência, veja os principais:

- Gripes constante

- Fraqueza muscular

- Psoríase

- Doença Renal

- Diabetes

- Asma

- Inchaço e sangramento da gengiva

- Doença Cardíaca

- Depressão

Níveis adequado de vitamina D

- Normal: 50-100 ng/mL


- Suficiência: 30-50 ng/mL

- Insuficiência: 30-20 ng/mL

- Deficiência: < 20 ng/mL

- Deficiência grave: < 5 n

A quantidades ideal de vitamina D para se manter dentro dos níveis suficientes estão dentro dos (50-100 ng/ml) sendo que é muito difícil se ter uma hipervitaminose por vitamina D, pois o excesso fica armazenado no tecido adiposo e transforma se em gordura tornando uma fonte reserva de vitamina D.

Quando ocorre baixa de Vitamina D, o organismo utiliza as reservas para se manter os níveis normais, por isso podemos ingerir doses diárias, semanais ou até mensais acima da necessidade diária e caso falte ingestão de vitamina D por alguns dias a mesma se manterá em níveis adequados.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Amêndoas e seus Benefícios para Saúde


Originária das regiões quentes e áridas do Oeste da Ásia, a amêndoa (Amygdalus comunis) é uma árvore parecida com a do pêssego, pertencente à família das Rosáceas.

Rica fonte de vitamina E e minerais como cálcio, fósforo, ferro, magnésio, zinco, selênio e cobre, a amêndoa é um dos alimentos mais recomendado por nutricionistas, vamos citar os principais motivos, veja a seguir.

Principais Benefícios das Amêndoas para Saúde 


- Alto valor energético;

- Rico em vitamina E, em 35 gramas fornece 45% da ingestão diária recomendada;

- A gordura monossaturada encontrada nas amêndoas é benéfica por reduzir o risco de doenças cardíacas e aumentar o colesterol bom;

- Alto teor de antioxidantes, nutrientes que protegem nosso organismo de doenças como câncer e problemas cardiovasculares;

- As amêndoas possuem fibras que ajudam controlar o intestino; 100 g de amêndoas contêm 11,8 g de fibra, que é 47% da dose diária recomendada;

- É rico em cálcio, 92 gramas de amêndoas fornece 243 mg de cálcio, que é 24% da ingestão diária.

Ajuda no Emagrecimento e Previne o Envelhecimento

As amêndoas quando adicionada a dieta, facilita a perda de peso pois têm uma alta quantidade de fibra e, entre as frutas secas, é a que tem o maior índice de proteína, ao consumi-la a pessoa sente saciada por mais tempo.

Outro beneficio das amêndoas é que o alimentos é rico em cálcio e possui alto valor energético que eleva os níveis de energia e resistência sendo ideal consumi-la antes dos treinos.

Estudos tem mostrando que o consumo de amêndoas pode ajudar a combater disfunções cognitivas, como o envelhecimento, por ter nutrientes como ácido fólico, polifenol e tocoferol.


Consumo Diário Ideal de Amêndoas 

De acordo com nutricionistas é preferível o consumo de amêndoas na forma natural pois frita ou com adição de açúcar ou sal pode diminuir os benefícios para saúde.

O consumo do alimento deve ser controlado, já que comer amêndoas demais não traz benefícios, 40 gramas – o que dá ao redor de 35 unidades diárias é o bastante para o dia, sendo importante consumir aos poucos ao longo do dia.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...