terça-feira, 24 de julho de 2012

Alergias de Pele devido Intolerância a Glúten

Muitas alergias de pele que não são diagnosticadas são causadas por intolerância a Glúten, que é uma das proteínas mais complexas e de difícil digestão e, portanto, pessoas com intolerância possuem uma menor capacidade de digerir essa proteína.

Dessa forma, o glúten fica no nosso intestino sem ser digerido e vai provocando alterações como: distúrbios digestivos, alterações no sistema imunológico presente no intestino e no metabolismo, inflamação e, até mesmo, prejuízos na absorção de nutrientes e passagem de partículas não digeridas para nosso organismo.

Os sintomas relacionados são especialmente no trato gastrointestinal como irregularidade intestinal (alguns pacientes apresentam constipação e outros diarreia ou alternância dos dois), aumento de gases, estufamento e, até mesmo, dor abdominal. Outros sintomas também estão associados como baixa imunidade, doenças de pele como dermatite, eczema, enxaquecas, cansaço excessivo, confusão mental, distúrbios de humor como hiperatividade em crianças, por exemplo.

Segundo os nutricionistas, a retirada dessa proteína da dieta geralmente leva à melhora ou ao desaparecimento dos sinais. “No âmbito da nutrição, já existem vários estudos que comprovam que o abuso do glúten pode prejudicar a saúde como um todo”, explica a nutricionista clínica funcional Denise Madi Carreiro.

O glúten está presente no trigo, centeio, cevada e aveia. Isso significa que pães, biscoitos, torradas, macarrão, pizza, cerveja, aveia, centeio contêm essa proteína e devem ser evitados por aqueles que têm intolerância.

A exclusão dos alimentos com glúten é fundamental para avaliar essa intolerância e deve ser feita com a orientação do nutricionista. O profissional irá planejar uma alimentação visando à exclusão dos alimentos e, posteriormente, a inclusão do mesmo. A introdução dos alimentos deve ser feita de maneira orientada, de forma progressiva e sempre observando os sintomas.

Alimentos glúten free não significam que são de baixa caloria. Para a elaboração desses produtos, o glúten é substituído por ingredientes como arroz, quinua, mandioca, fécula de batata e esses são tão calóricos como aqueles que levam ingredientes com glúten. 

A elaboração do planejamento alimentar feita pelo nutricionista deve contemplar substituições de alimentos, oferecendo alimentos diferenciados e planejando as melhores opções para cada indivíduo. É importante lembrar que todo paciente é único e que esse planejamento contemplará não só a retirada do glúten, mas a inclusão de outros alimentos que terão uma ação específica considerando toda a história do paciente.

"O glúten está presente no trigo, centeio, cevada e aveia. Isso significa que pães, biscoitos, torradas, macarrão, pizza, cerveja, aveia, centeio contêm essa proteína e devem ser evitados por aqueles que têm intolerância"

Fonte : Uol




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...