sábado, 22 de julho de 2017

Dicas para prevenir e tratar Gripe e Resfriados




Os meses de junho, julho e agosto produzem uma época de grande ocorrência de gripes e resfriados, devido ao frio aumenta ainda mais os casos e nesses dias você já deve ter encontrado alguém com sintomas.

Por isso preparamos as melhores 5 dicas para prevenir e tratar gripe e resfriados.

Primeiro é preciso entender para poder prevenir.

Como se pega gripe ou resfriados?

A principal via de infecção da gripe e resfriados é a via oral e respiratória, geralmente através de micro gotículas disseminadas em conversas, tosses, espirros ou mesmo na respiração.

Isso quer dizer que ficar próxima de pessoas contaminadas ficando exposto aos espirros e tosses vão aumentar muito a sua chance de contrair a doença.

Tocar nos objetos da pessoa contaminada e levar a sua mão aos olhos e boca também pode ser a fonte de contagio.

Como evitar gripes e resfriados?

Ambos os resfriados e o vírus da gripe costumam aumentar a sua presença com a chegada do frio. Vamos aprender a distinguir entre as duas doenças e fornecer recomendações para evitar o contágio e recuperar se você por acaso for infectado.

A gripe e os resfriados são causados por vírus, e não por bactérias, por isso os antibióticos não são a solução nestes casos.  

Vias de infecção de gripe e resfriado?

Em ambos os casos, a principal via de transmissão é oral e respiratória, geralmente através de micro gotas que disseminam na conversa, tosses, espirros ou quando respiramos.

As mãos são também uma importante fonte de infecção, pois ao espirrar ou tossir e colocar a mão para tampar as gotículas, posteriormente você pode acabar tocando em algo e infectando pessoas a sua volta.

Daí a importância de corretamente lavar as mão e sempre que espirrar.

Procure ter sempre um lenço para que evite usar a mão para proteger os espirros e tosses.

Quais são os sintomas de cada um?

Resfriados geralmente são acompanhados de um mal estar corporal, espirros, dor de garganta e coriza e, por vezes, febre (às vezes alta).

O mal-estar, espirros, nariz entupido e tosse são os protagonistas, acompanhados em alguns casos de alguns sintomas não respiratórios, tais como diarreia.

Quando o vírus está diminuindo, a tosse residual pode ainda durar um algumas semanas. A duração média de um resfriado geralmente 7 a 15 dias.

Desconforto geral, rubor facial e tonturas começam a ficar com intensidade leve, assim como dificuldade respiratória, corrimento nasal, tosse e dor de garganta.

No caso da gripe, manifesta-se em 2 ou 3 dias de ter estado em contato com o vírus e os sintomas também seguem um padrão comum, começando com baixa febre e mal-estar, tonturas, rubor da face e da falta de energia.

Nos dias seguintes ligeira dificuldade de respiração, corrimento nasal, tosse seca, espirros, na maioria das vezes, também se manifestam inflamação da garganta.

Neste caso, a partir do quinto dia, a maioria dos sintomas desaparece, mas tosse, cansaço e até mesmo febre, pode durar vários dias.

Tratamento a seguir

Poucas pessoas sabem, mas é preciso cuidar da gripe nas primeiras horas em que ela se instala. Quanto antes você agir mais rápido você vai se recuperar, por isso invista em bons remedios caseiros para gripe e resfriado e cuidados de saúde.

Quando se lida com doenças virais, o tratamento permanece sintomático a seguir, por isso, as principais recomendações para estas doenças são:

Beber bastante líquidos para repor os líquidos perdidos pela transpiração e febre, procure incluir caldos e chás quentes, pois além de hidratar podem trazer mais conforto para o mal estar corporal.

Durma bem e tente descansar, na medida do possível.

01. Tome antipiréticos ou analgésicos para controlar a dor e febre, se é alta.

O médico também oferece cinco diretrizes a serem seguidas para evitar, na medida do possível, de contrair qualquer destas doenças:

02. Levar uma vida saudável 

Para o nosso sistema imunológico para responder adequadamente às infecções: uma dieta equilibrada, fazer exercícios regularmente, manter o estado emocional ideal, evitar maus hábitos, etc.

Manter uma dieta rica em frutas que contenham vitamina C (laranjas, kiwi, etc).

03. Lavar as mãos corretamente e com frequência.

Evite, como medida do possível, ambientes onde sabemos que o vírus é latente.

Use guardanapo de papel ou papel higiênico para assoar o nariz, eles são descartáveis e assim evitam a contaminação.

05. Recomendações 

No caso da gripe, a vacinação é recomendada para evitar a propagação do vírus e reduzir os sintomas em pessoas que mais necessitam, especialmente nos grupos de maior risco:

- Pessoas com mais de 65 anos,

- Os trabalhadores em centros de saúde,
- Mulheres grávidas,

- As pessoas com doenças cardiovasculares ou
- Pulmonares crônicas e

- Grupos de profissionais com risco acrescido, por exemplo, os professores.

Um comentário:

  1. Artigo muito profissional, essas dicas são muito bem vindas nessa época de inverno. Prof Rosi Feliciano https://beleza.blog.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...